[ editar artigo]

Conheça o projeto Mulheres Pretas Empreendedoras

Conheça o projeto Mulheres Pretas Empreendedoras



Olá Mulher Decidia, tudo bem?
Meu nome é Dorotéia Mendes, mulher preta, mãe, esposa, empreendedora contábil há mais de 21 anos,  Líder Educadora na Escola Rede Mulheres que Decidem e uma orgulhosa Embaixadora do Projeto Mulheres Pretas Empreendedoras. 

O Projeto Mulheres Pretas Empreendedoras! 

Este bebê nasceu de uma inquietação ao se deparar com a baixa representatividade de números pares, pretas capazes e decididas, como eu, na nossa escola. Somos apenas 1% de todas as Decididas que em algum momento participaram da escola.

Diante dessa realidade, nossa querida Ceo,  Priscilia Queiroz, reconhecendo seu papel FUNDAMENTAL, enquanto mulher branca,   na luta anti-racista e na redução das desigualdades sociais idealizou o projeto e me convidou para ser embaixadora. Eu, de pronto, aceitei! 

Você deve estar se perguntando, mas para que esse projeto existe? é mesmo necessário ações afirmativas para mulheres pretas? Não somos todas iguais?

Infelizmente, as estatísticas dizem exatamente o contrário visto que vivemos sim numa nessa comunidade extremamente racista mesmo os pretos e pardos representarem mais de 53% da população Brasileira.

Você sabia que no Brasil, 4,7 milhões de mulheres pretas são Donas de Negócios? E que somos 50% de todas as empreendedoras do pais?
Só em São Paulo somos 642mil Mulheres Pretas Empreendedoras. 
17% dessas mulheres empreendem por não conseguir ingressar no mercado de trabalho. 79,4% não possuem reserva financeira..

E porque não prosperamos?

Você consegue enxergar uma ENORME necessidade de educação da mulher empreendedora nesse cenário? 

Na pandemia 36% das empreendedoras negras estão com as atividades interrompidas contra 29% das empreendedoras brancas; 
58% das empreendedoras negras, que pediram empréstimo não conseguiram obter crédito.

Por que isso acontece?

Acontece devido a vários fatores: 
 1. Racismo Estrutural - Que é o que nos segrega, ou seja, nos impede de ter acesso à educação e consequentemente as riquezas, desde a época da abolição da escravatura através de leis e decretos que só permitiam que os europeus pudessem adquirir terras.
2. Estrutura familiar - As mulheres pretas tem menos tempo para se dedicar à educação visto que, entre todas as mulheres "arrimo de família" as pretas são a grande maioria.
3.  Baixa escolaridade - Somos 1,8 anos mais jovens e temos 1,7 anos a menos de escolaridade do que as mulheres brancas Donas de Negócio. Ou seja, somos mais jovens, com menos tempo para formação acadêmica e menos experiência de vida. 

E quais são os objetivos do Projeto Mulheres Pretas Empreendedoras?

1. Geração de renda; 
Fazer com que as mulheres pretas aumentem sua renda,  façam a roda da economia girar, transformando sua vida, o meio onde vivem e todo o nosso País.

2. Impacto Social;
Para que a equidade racial aconteça é preciso que a mulher preta também esteja presente em vários setores,  desde a ocupação de cargos públicos, passando por cargos de liderança dentro de grandes empresas até o empreendedorismo que é o que mais gera oportunidades para uma classe pra lá de desvalorizada.

3. Capacitação pela educação;
Já vimos que essas mulheres tem pouco tempo para se capacitar, por isso, a Escola Rede Mulheres que Decidem é perfeita, já que nosso material é disruptivo e  inovador, possibilitando que essas mulheres tenham acesso à educação de qualidade, fora dos eixos comuns educacionais, proporcionando mais flexibilidade.

4. Capitalizar recursos da iniciativa privada;
Sabemos que a população negra enfrenta há seculos um racismo estrutural que dificulta a ascensão social. E, em contra partida, há diversas empresas que desejam contribuir financeiramente para que essa desigualdade diminua, ofertando assim, uma sociedade mais igualitária para as próximas gerações.  


O projeto Mulheres Pretas Empreendedoras visa e se dedica à inclusão. Nós temos plena ciência de que para as mulheres negras as oportunidades nessa sociedade são mais escassas, e que juntas seremos mais fortes para enfrentarmos esses desafios, e tornar nossa sociedade num mundo melhor através de ações cotidianas. 

Eu espero que você tenha gostado deste artigo e principalmente do projeto que é novo mas que já está prometendo muito sucesso!! 


Em breve teremos mais conteúdos sobre empreendedorismo negro, ações afirmativas e cases de sucesso. Até breve!



 

Mulheres que Decidem
Maria Dorotéia Mendes Oliveira
Maria Dorotéia Mendes Oliveira Seguir

Dorotéia Mendes Empreendedora Contábil que simplifica a contabilidade para a mulher empreendedora; Proprietária da Agere Contabilidade; Líder Educadora da Escola Rede Mulheres que Decidem; Embaixadora do projeto Mulheres Pretas Empreendedoras

Ler conteúdo completo
Indicados para você