[ editar artigo]

DE DENTRO PRA FORA

DE DENTRO PRA FORA

DE DENTRO PRA FORA

 

Você já deve ter escutado alguém dizer ou ter lido algo como: somos o que pensamos e são os pensamentos as melhores armas de que dispomos para nos tornarmos mais felizes. Neste sentido, o primeiro passo para acessar seus pensamentos é procurar no seu “avesso” e então entrar em contato com seus pensamentos fortalecedores e enfraquecedores, para descobrir e redescobrir o seu potencial encorajá-lo a colocar os positivos em ação e a mudar os seus negativos por outros que realmente façam o melhor por você e àqueles ao seu redor.

 

Quando estivermos abertos a enfrentar os medos e mudar os pensamentos que não contribuem para o nosso melhor, estaremos mobilizados efetivamente para descobrir o caminho próprio de ser feliz, ganharemos mais consciência para distinguir o certo do errado e intensificaremos uma vontade para superar as dificuldades. Tudo isto pautado em pensamentos para criar metas e motivar-se a ser, a fazer e a ter os recursos que o fazem feliz.

 

Esse artigo vai parecer doses de autoajuda e é isto mesmo que quero escrever hoje. Não importam os julgamentos feitos a este propósito, pois também acredito e multiplico essa máxima; e reforço que podemos aprender a organizar os nossos pensamentos e colocá-los para trabalhar a nosso favor. Assim, não se engane acreditando que distrair-se com pensamentos aparentemente insignificantes não seja importante, pois são estes que você também colocará em prática, e por isto, concentre-se e perceba cada palavra pensada com total atenção.

 

Afinal, o que realmente importa são os conteúdos internos, que é a essência divina que há em nós, todo o resto são programações que recebemos do meio, as quais muitas vezes precisamos desaprender para ter mais saúde e sucesso com felicidade, com a inteligência de analisar e refletir sobre para onde estão nos levando os nossos pensamentos e com eles a sabedoria de descobrir novos caminhos de aprendizado.

 

Para tanto, quero repetir as palavras de Arthur Schopenhauer que afirma que a felicidade tem de ser construída de dentro para fora só assim terá a persistência, porque tudo que é de fora é perecível. Assim sendo, ninguém será feliz se não souber lidar com seus medos, suas tristezas e sua raiva e a partir deles, conectar-se não com os eventos, mas com o que há de mais profundo em seu avesso, como o amor, a alegria e a coragem que transbordarão pensamentos de eu posso, eu consigo, eu vencerei.

 

Para este modelo de pensamento é preciso programações positivas que levem você a elaborar um novo aprendizado, como uma criança que tem potencial de andar, mas só tentando, caindo e levantando é que o cérebro vai colhendo as informações de erros e acertos e colocando parâmetros numa sequência lógica de andar. Para aprender a comer, a mesma coisa. Para aprender a ler, a mesma coisa. Para aprender qualquer coisa que você queira aprender na vida agora, a mesma coisa.

 

O que impede você então de aprender qualquer coisa que queira? Além das limitações físicas reais, somente as suas crenças que são suas normas e regras internas acolhidas por seus traumas, bloqueios e medos; poderiam limitar sua capacidade real.

 

As muitas cobranças, os inúmeros obstáculos e as mais variadas dificuldades do mundo moderno têm invadido o mundo interior das pessoas de uma maneira intensa. Toda esta agitação nos leva às preocupações externas que impactam nossa maneira de ver e viver a vida; e por consequência inviabilizando o real caminho de usufruir das riquezas e maravilhas do mundo.

 

Por exemplo: eu sei cozinhar muito mal! Esta é uma afirmação frequente no meu vocabulário e como penso nisto, acredito nisto e não aprendo a cozinhar. Mas elabore comigo: quando vou a um restaurante e aprecio um prato, eu sei que posso fazer isto amanhã? A primeira palavra na minha mente é: impossível. Pensando assim, sei que não conseguirei entregar um único prato com esta qualidade. Porquê? Por que não desenvolvi um programa para que isto acontecesse. Porém, se eu acreditar que posso e começar a treinar durante alguns meses, não será impossível, talvez eu consiga fazer boa parte do cardápio com um grau de qualidade aceitável para muitos restaurantes. Porquê? Porque o programa já estará feito e ficará cada vez mais fácil o paladar, a combinação de sabores, o tempo para cada processo e tantas outras habilidades de fazer acontecer. Se eu continuar firmemente por mais 1 ano ficará cada vez mais fácil as receitas e poderei me aventurar em pratos cada vez mais complexos. Porquê? Porque agora meu cérebro tem um programa de qualidade.

 

Estamos entrando para mais um semestre destes 2 anos desafiadores, mais da metade de 2021 já estão perto do passado, mas se começarmos hoje um novo modelo de pensamento, treinar novas capacidades, outras competências e atitudes, no réveillon 2021 poderemos comemorar a grandeza de não ter perdido pequenas alegrias, de ter enfrentado da “pequena barata” aos grandes desafios, na certeza que foi possível porque não se comparou com ninguém, mas com o melhor que poderia ser dia a dia, não olhando nem para a direita e nem para a esquerda, mas para seu avesso, pois é dentro que as descobertas e crescimento acontecem.

 

Por isto, é bom lembrar que o que vemos no espelho não é você ainda! Você é mais que isto, você é sua potencialidade, a sua capacidade, as suas crenças, os seus valores e tudo que compõe sua essência, ou seja, traduzindo seus pensamentos, sentimentos e ações é que encontramos o seu eu verdadeiro. Em resumo deste parágrafo, podemos dizer que o “eu” é o conjunto formado pelo corpo (embalagem) e pelo conteúdo (essência), que a psicologia denomina self, palavra inglesa que quer dizer “eu mesmo”.

 

Gosto do exemplo da lâmpada que “é” vidro e filamento, mas ninguém compra o material da lâmpada, o que queremos é o potencial que ela tem de iluminar, sua utilidade está na luz que emite e sua capacidade é medida pela extensão que ilumina. Você já pensou nisto?

 

Quantas pessoas estão tão preocupadas com seus bens, sua aparência; e esquecem que seu verdadeiro valor está na sua essência, no que nasceu para ser; e todo seu potencial interior que será colocado à prova na extensão que alcançará. Assim, valorize seu interior, seu avesso, identifique pelo autoconhecimento seus dons e seus talentos; e os use nas mais variadas oportunidades e possibilidades. Afinal, você nasceu para brilhar e o brilho vem de dentro.

 

Cintia Lima

Psicóloga, Master Coach e Mentora Organizacional

Instagram: https://www.instagram.com/CintiaLimaCoaching/

Linkedin:  https://www.linkedin.com/in/cintia-lima-017318153/

Facebook: https://www.facebook.com/CintiaLimaCoach

https://www.cintialimacoach.com/

 

 

  

 

 

 

   

Mulheres que Decidem
Cintia Lima
Cintia Lima Seguir

Psicóloga, Leader Mentoring e Master Coach - CL Treinamentos. Gerar Performance de Pessoas e Organizações através de Palestras, Treinamentos, Consultoria, Mentoria e Coaching, usando dons e talentos para ser sal, luz e fermento.

Ler conteúdo completo
Indicados para você