[ editar artigo]

Mãe Empreendedora

Mãe Empreendedora

 

Ser mãe é divino!

Quando se escuta as primeiras batidas do coração, é que cai a ficha. E agora? Como fazer? Darei conta desse recado?

São tantos os pensamentos que me afligem e ao mesmo tempo me encanta esse universo lindo que vislumbro à minha frente.

O teste deu positivo, já ouvi as batidas desse coração lindo, desse ser ainda pequenino na matéria, mas gigante em meu coração.

É iniciada a minha jornada!

Sim, a jornada de mãe, mamãe empreendedora.

Até então empreendia minha vida somente. Gerenciava o meu dia, os meus afazeres, a minha conta bancária, o meu amor de filha, namorada, esposa.

Agora tudo é diferente, é um universo lindo de possibilidades maravilhosas para meu crescimento como pessoa.

Ainda me recordo, quando pequenina ainda no primeiro ensino, mal sabia escrever, fui escolhida para declamar um poema para o Dia das Mães! E agora estou eu me vendo como mãe e empreendedora que sou.

É um turbilhão de ideias, são muitos os pensamentos que me assolam. A preocupação de não dar conta.

Será que sou saudável o suficiente para você? Me perdoe se negligenciei a minha saúde... prometo que correrei atrás, em tempo, para te manter saudável.

Meu Deus... nove meses voaram, já estou aqui me preparando para o parto e todos os pensamentos vêm à tona novamente.

Nasceu, que bebê lindo! Cara de joelhos? Isso era o que sempre ouvia dos outros, quando iam visitar um bebê que nascia. São todos iguais...cara de joelho. Ah! Não concordo com isso, não! Meu bebê é lindo! É meu!

Puxa, porque a licença-maternidade tem que ser tão curta? Foi muito pouco tempo que eu fiquei com meu bebê e já tenho que deixá-lo?

Outras pessoas cuidarão dele pra mim? Tias da creche? Babás? Vovó? Ah! Como é difícil essa escolha. Certamente ficaria mais tranquila se ficasse com a vovó, mas ela já cuidou de mim e de meus irmãos, não é justo passar essa responsabilidade pra ela.

Faço minhas escolhas entre estas todas que citei acima. De longe, com o celular nas mãos, de olho na câmera, fiscalizo como está sendo cuidado meu bebê. É, são tempos modernos, graças a Deus a era digital me possibilita isso.

Findou o dia... entre alegrias e pressões, o mais importante é que meu presente diário está garantido!

Dormir? Não sei bem o que é isso! Cochilo, acordo sobressaltada, vigio se seu sono está tranquilo.

Amanheceu... é um novo dia! Uma nova jornada que se apresenta. Antes, respiro fundo e agradeço!

Mais um dia que me é concedido para cuidar não só de mim, mas de alguém que me foi dado como pedra preciosa, lapidada como um diamante... Quem é ele? Meu bebê!

 

Áurea Nahas

Líder, Mentora e Educadora de Empreendedoras da Rede Mulheres que Decidem

Mulheres que Decidem
Áurea Nahas
Áurea Nahas Seguir

Ler conteúdo completo
Indicados para você