[ editar artigo]

Não existe vitória sem sofrimento e não existem soldados sem cicatrizes

Não existe vitória sem sofrimento e não existem soldados sem cicatrizes

A propósito quem não tem uma cicatriz, seja ela física ou emocional?

Vou te contar contar um segredo... eu fui uma criança muito "tranquila", você não imagina quantas aventuras, perigos e emoções já experienciei na vida nossa...

Tenho acumulado algumas cicatrizes físicas e emocionais e cada cicatriz revela uma história, e acredite não há motivo nenhum para se envergonhar delas.

Muitas delas estão tão expostas que por si só são reveladas, e daí, tá tudo bem, ok!

Essa cicatriz acima foi uma travessura de criança, que não tem noção do perigo, ou de qualquer outra ideia a não ser o que deseja fazer simplesmente...

Vou te contar... havia um rolo de arame farpado e tinha uns metro desenrolados , esse arame era para fazer cerca onde eu morava e estava guardado dentro do banheiro em um apartamento que estava sem morador no momento em frente ao apartamento em que eu morava, meus pais eram os síndicos e ficavam com as chaves, e eu traquina como sempre pegava as chaves escondidas  e ia brincar toda tarde...fazia daquele espaço minha casa...

A transmissão da água ficava desligada , e a válvula ficava no banheiro, no alto. Eu queria abrir a água para poder lavar a casa, limpar a casa fazia parte da brincadeira, casa limpa e arrumada.

Porém quando eu olhei para o lado não havia nenhum banco ou cadeira para subir e abrir a bendita transmissão, e aí o que foi que pensei?

Vou subir no rolo do arame farpado e abrir a transmissão, e assim eu fiz, peguei com cuidado o rolo e coloquei primeiro o pé esquerdo não dava para pôr os dois pés. Ao subir e esticar o braço para abrir a transmissão o rolo virou e sabe o que aconteceu???

Simplesmente um "dente" do arame entrou na minha pele e lá ficou preso, fiquei sem ação, com dor e com medo de apanhar do meu pai.

imagine! pense num susto e na dor, não esqueci essa história e a cicatriz está aqui visível para que eu não esqueça.

Pra finalizar quero dizer que eu mesmo com dor, retirei o arame e fiquei jogando água para parar de sangrar porque o sangue jorrava.

Escondi essa cicatriz por uns dias, acredito pela profundidade levaria uns 2 pontinhos.

Moral da história: Independente de qualquer cicatriz, cada um tem a sua dor, seja ela física ou emocional, que deixa a sua marca, mas nos dá forças para entender que tudo pode passar nessa vida e se transformar. Olhe para você, se ame do jeito que é, aceite as suas cicatrizes, elas fazem parte da sua história, e que história, únicas e insubstituíveis que nos fazem ser quem somos. Uma criança que brinca, se transforma num adulto criativo.

Resgate a sua criatividade, que ficou na infância e seja feliz!

Rublia Melions

 

 

Mulheres que Decidem
Rublia Melions
Rublia Melions Seguir

relações públicas, desenvolvimento humano, líder coach, mentora de propósito e empreendedora. Sou uma pessoa com quem você se sente a vontade, mulher resolutiva, focada em solução. Uma motivação nata, de energia única e um espírito feliz.

Ler conteúdo completo
Indicados para você