[ editar artigo]

Neuroarquitetura e ambientes de trabalho

Neuroarquitetura e ambientes de trabalho

A Neuroarquitetura (Neurociência aplicada à Arquitetura) já provou os impactos dos ambientes construídos no cérebro humano, em suas emoções e bem-estar. Se o espaço físico afeta as pessoas, mal projetados, prejudicam a saúde física e mental.

Tendo em vista essa relação entre o ambiente e os estímulos cerebrais, a Neuroarquitetura é fundamental na elaboração de ambientes corporativos promovendo mudanças no espaço físico para melhorar o clima e a produtividade através de ambientes inteligentes e otimizados.

O ambiente de trabalho deve possuir espaços mais humanizados para atender as necessidades físicas e psicológicas dos funcionários. O layout corporativo deve ser mais estimulante e o projeto de um escritório deve considerar a funcionalidade, a estética e os impactos gerados no inconsciente. Tudo isso influencia diretamente na motivação e produtividade do funcionário, aumentando o conforto e felicidade e melhorando também sua qualidade de vida.

Alguns pontos importantes devem ser observados na aplicação da Neuroarquitetura nos escritórios corporativos:

Ergonomia

A ergonomia garante a postura no ambiente de trabalho, a redução dos movimentos repetitivos e adequação de acordo com as necessidades individuais dos colaboradores. Trabalhar o dia todo numa cadeira inadequada, por exemplo, resulta em dor nas costas, que pode se tornar crônica e virar doença. É importante que o assento não esteja numa altura que comprima as coxas e prejudique a circulação sanguínea e que os pés estejam apoiados no chão. A mesa deve permitir que o colaborador digite no teclado com seus braços e mãos paralelos ao solo e mantenha as pernas se encaixando confortavelmente embaixo dela quando estiver sentado.

Iluminação

Passar boa parte do dia sob luz artificial pode gerar maior cansaço visual, além de prejudicar a qualidade do sono. Colaboradores que desfrutam de luz natural têm mais chances de se manter saudáveis e de bom humor. O ser humano precisa ter contato com a luz do sol para regular o relógio biológico pois uma série de substâncias químicas são produzidas pelo corpo a partir da cor da luz solar. Uma pessoa que trabalha dentro de um ambiente que não tem janela começa a desregular completamente o seu organismo.

Contato com a natureza

A sensação de estar em contato com a natureza, por sua vez, cria a sensação de tranquilidade, além de tornar o ambiente mais fresco e agradável. Todos os elementos que vêm da natureza têm impacto positivo no ser humano: pode ser uma planta, madeira, revestimentos de pedra...

Isolamento acústico

O som tem forte influência na concentração e no rendimento dos colaboradores. O isolamento acústico e os sons suaves promovem tranquilidade, concentração e o conforto auditivo.

Cores

Tons azulados e esverdeados estimulam a tranquilidade, deixando os funcionários mais calmos e relaxados e são ideais para atividades que exijam concentração. Cores quentes com o vermelho e o laranja dão a sensação de ansiedade e excitação, mas, usadas adequadamente, estimulam a criatividade!

Espaço de trabalho

O ideal é que cada funcionário tenha um espaço mínimo de 1,20 m para executar suas atividades e, atividades que necessitem de maior isolamento, precisam de espaços mais privativos.

Importante salientar que cada projeto é único e deve levar em consideração o perfil da empresa e de seus colaboradores. A aplicação da Neuroarquitetura trará resultados além da estética, estimulando a produtividade através da qualidade de vida e bem-estar dos funcionários.

Roberta Lage

Arquiteta e Urbanista / Master em Neuroarquitetura

(31) 98618 1377

@robertalagearquitetura / robertalage@hotmail.com

Mulheres que Decidem
Roberta Lage
Roberta Lage Seguir

Roberta Lage é uma arquiteta apaixonada por compreender os desejos e sonhos dos seus clientes. Estuda de forma contínua neuroarquitetura, a influência dos ambientes na vida e comportamento humano, tendo também se formado engenheira civil.

Ler conteúdo completo
Indicados para você