[ editar artigo]

SÍNDROME DA IMPOSTORA

SÍNDROME DA IMPOSTORA

 

SAIBA SE VOCÊ CONVIVE COM ELA.

Descoberta na década de 70 a Síndrome da Impostora atinge as pessoas em momentos em que sua inteligência e sua competência são postas a prova ou diante de grandes desafios profissionais. Cerca de 70% dos profissionais, principalmente mulheres já sofreram ou sofrem com essa Síndrome.

Mas por que o grande número de mulheres?

Geralmente pela cultura corporativa, as mulheres sofrem com a falta de sensação de merecimento e ela não reconhece os próprios talentos.

Algumas características:

- Dificuldade em lidar com as falhas e muito medo de errar;

- Se comparam muito com os outros e sempre acham que estão sempre a um passo atrás.

- Tem medo de ser desmascarada, acham que a qualquer momento todos descobrirão que é uma farsa que ela não tem o conhecimento.

REAÇÕES:

- Vive em extremos opostos, ou trabalha demais ou de menos ou estuda demais por achar que sempre falta um diploma ou um curso e quando fizer aí sim estará preparada, ou por medo do fracasso nem se mexe.

- Varia entre a arrogância pra manter distância ou muita simpatia;

- Busca sempre colocação profissional nos bastidores, pois vai que dá errado;

- Necessitam sempre de aprovação;

- Procrastina muito e nunca inicia o projeto, se sabota desde o início por medo de não dar certo.

O elevado nível de estresse leva o cérebro até mesmo esquecer um compromisso agendado.

COMO SE LIVRAR DA SINDROME DA IMPOSTORA?

- Valide suas tarefas concluídas;

- Faça um checklist de tudo que precisa fazer (crie o vício do check no seu cérebro, ele libera dopamina);

- Liste 10 características positivas que você tem e leia diariamente;

- Trabalhe sua autoestima

- Não queira ser perfeita, feito é melhor que perfeito, você vai aprimorando conforme vai implementando;

- Aprenda a errar e olhar o erro como oportunidade de aprendizado;

- Perca o medo de perguntar e fale a respeito do que sente.

 

Mulheres que Decidem
Ler conteúdo completo
Indicados para você