[ editar artigo]

Farmacêutico Sete Estrelas! Você já sabe quem é ele?

Farmacêutico Sete Estrelas! Você já sabe quem é ele?

 

Farmacêutico! Um profissional de saúde que tem mais de 74 áreas de atuação regulamentadas pelo Conselho Federal de Farmácia. Farmacêutico Sete Estrelas... aquele que tem 7 habilidades.

Aqui no Brasil, em 2013 o Conselho Federal de Farmácia regulamentou as atribuições do Farmacêutico Clínico, através da Resolução CFF 585.

Mas hoje o Farmacêutico ocupa um lugar de destaque e importância no Cenário de Pandemia instalado.

Sabe porquê?  Porque desde março de 2020 que é o profissional de saúde mais acessível para a população.

Então cada vez mais o farmacêutico precisa evoluir e se preparar para adquirir e/ou desenvolver habilidades.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Federação Internacional Farmacêutica (FIP) organizaram um manual de prática farmacêutica com foco no atendimento ao paciente. A publicação, que existe desde 2006, e procurou definir o perfil do farmacêutico e descrever as sete principais competências necessárias para o farmacêutico neste novo contexto.

 

Esta combinação de conhecimentos, habilidades e atitudes ganhou a denominação de “Farmacêutico Sete Estrelas”

https://media.istockphoto.com/photos/close-up-man-hand-arranging-wood-block-stacking-as-step-stair-on-picture-id1217026295?b=1&k=6&m=1217026295&s=170667a&w=0&h=5mfL7kU0K-T5Wi0V9g89zseUftw9ep5AlZAafh8ozuE=

Para acessar o documento na íntegra, clique aqui: https://www.who.int/medicines/publications/WHO_PSM_PAR_2006.5.pdf


As sete competências descritas no manual são as seguintes:

1. Prestador de serviços farmacêuticos em uma equipe de saúde
O farmacêutico precisa integrar sua prática continuamente com os outros profissionais. Ele deve adaptar seu conhecimento, habilidades e atitudes para prestar serviços farmacêuticos de alta qualidade.

2. Capaz de tomar decisões rápidas e assertivas
 

A tomada de decisão é um processo cognitivo que envolve tanto a razão quanto a emoção dos sujeitos.

Trata-se de escolher a melhor opção entre várias alternativas. ... Seja na vida pessoal, seja na vida profissional, quanto mais consciente for esse processo, melhor ele poderá ser guiado.

Para o farmacêutico consiste na habilidade em avaliar, sintetizar informações e decidir qual a melhor e mais apropriada direção seguir, levando em conta o mais efetivo e seguro custo dos recursos disponíveis com medicamentos, equipamentos, procedimentos e práticas. Suas decisões também precisam ser tomadas considerando prioridades, que são definidas a partir do monitoramento e acompanhamento ao paciente.

3. Comunicador
Para set tornar um bom comunicador, é importante ser claro e objetivo, e evitar utilizar palavras e expressões complicadas. O ideal é simplificar a conversa, falar o que precisa ser dito e evitar enrolações

O farmacêutico está entre o prescritor e o paciente. Esta é uma posição privilegiada para a comunicação de informações sobre saúde e medicamentos. E para que isso ocorra, é necessário que o farmacêutico tenha confiança e conhecimento seguro para interagir com os outros profissionais de saúde e os pacientes. Esta competência envolve comunicação verbal, não verbal, escrita e a habilidade de ouvir.

4. Líder

O líder é uma espécie de pessoa-chave . Numa equipe multidisciplinar onde os cuidados de outros profissionais de saúde são pouco disponíveis ou inexistentes, o farmacêutico é obrigado a assumir a liderança e a responsabilidade pelo bem-estar da comunidade e do paciente.

5. Gerente

Um bom gerente não é um chefe, portanto, ele não apenas comanda, mas segue à frente de sua equipe, liderando. Portanto, ele deve demonstrar motivação, competência e proatividade, de forma a influenciar positivamente seu time com bons exemplos. O farmacêutico deve saber gerenciar recursos humanos, físicos e financeiros. Sua meta é garantir a qualidade dos medicamentos e gerir com responsabilidade a informação e a tecnologia relativa à saúde.

6. Atualizado permanentemente (pesquisador)
O profissional precisa assumir um compromisso com a aprendizagem constante ao longo da carreira. Ele deve atualizar seus conhecimentos constantemente e compartilhar suas experiências para contribuir com uma melhor assistência farmacêutica. Como pesquisador, o farmacêutico poderá fornecer informações cientificas inovadoras ao público e para outros profissionais, contribuindo com o avanço da saúde.

7. Educador
O farmacêutico tem a responsabilidade de fornecer educação e treinamento para as futuras gerações de profissionais e ao público em geral. A participação como professor envolve não apenas a transmissão de conhecimento, como também a oportunidade dividir experiências e habilidades.


E aí, quer ser um Farmacêutico Sete Estrelas?

Já tem todas estas habilidades um Farmacêutico Sete Estrelas?

Pretende adquirí-las ou vai ficar aí no time dos Farmacêuticos Mais ou menos?

 

Meu convite aqui é hoje é Vem... Ser um Farmacêutico, Uma Farmacêutica Sete Estrelas.

Compartilha aqui conosco qual destas habilidades já possui.  

 

Gratidão pela sua atenção e até a próxima.

Gizele Leal

Farmacêutica Empreendedora

Transformando Vidas

31 99390 5996

 

 

FARMACÊUTICAS EMPREENDEDORAS

Mulheres que Decidem
Gizele Leal
Gizele Leal Seguir

Farmacêutica Empreendedora, Palestrante, Educadora da Escola da Mulher Empreendedora – RMqD, Mentora de Farmacêuticos e Mulheres Empreendedoras. Life, líder e profissional Coach. Analista Comportamental.

Ler conteúdo completo
Indicados para você